Mostrando postagens com marcador dicas de música. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dicas de música. Mostrar todas as postagens
12 de novembro de 2018

5 Músicas que Marcaram Minha Adolecência

5 Músicas que Marcaram Minha Adolecência

Olá pessoal! Como estão? E hoje é dia de relembrar algumas músicas que marcaram minha adolescência, além de resgatar algumas músicas, ouvi-las sempre me traz boas lembranças. Então vamos às 5 músicas que me marcaram e até hoje eu adoro! 

1. Woman in Chains - Tears for Fears: 

Me lembra uma época que eu não entendia nada de inglês, mas achava a música linda. E mesmo sem entender a letra, o sentimento que ela me passava era de alguém desejando algo melhor ou se libertar de algo, depois fui procurar a letra e é bem isso mesmo! 



 2. Zombie - The Cramberries: 

Outra que eu não entendia nada da letra, só o Zombie, mas me sentia a própria roqueira ao escutar essa música! Do tipo a pessoa que começa calma e pacata e se transforma! 



 3. Silent Lucidity - Queensryche: 

Essa é uma música que me faz viajar no tempo e sonhos, acho ela uma música mágica que mexe com meus sentidos. A letra dela traduz isso muito bem!



 4. Don't cha - The Pussycat Dolls: 

Se tem uma música que mostra minha fase estou me sentindo a gatona, é essa, mas já foi e ficou apenas a música para curtir . 



 5. Going Under - Evansescence: 

Sempre gostei do estilo do Evanescence, acho essa música libertadora!




Então é isso, pessoal! Vocês se lembram dessas músicas? Gostaram da minha seleção? Se bem que eu tenho muito mais músicas marcantes além dessas, mas isso é história para outro post! Espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima! 

Me Acompanhe também:
10 de setembro de 2018

Dica de Música: Florence and The Machine

Dica de Música: Florence and The Machine

Oi Pessoal, Como estão? Estou eu aqui novamente trazendo para vocês, mais uma super banda que eu curto bastante a Florence and The Machine. Vocês conhecem? Se não vamos saber um pouco mais sobre ela. 

Florence and the Machine (estilizado como Florence + the Machine)[1] é uma banda britânica de indie rock, liderada pela vocalista Florence Welch, com a contribuição dos musicistas Isabella Summers, Tom Monger, Robert Ackroyd, Christopher Lloyd Hayden, Mark Saunders e Rusty Bradshaw. Desde que surgiu, a banda foi muito bem recebida pela mídia, e então emergiu lentamente para o sucesso mainstream.

Florence and The Machine, dicas de música, músicas, biashaina


O álbum de estreia da banda, intitulado Lungs, foi lançado em 6 de julho de 2009 e foi um enorme sucesso comercial na Inglaterra.[2][3] Em outubro de 2011, Florence lançou seu segundo álbum, Ceremonials, que estreiou em primeiro lugar no Reino Unido e em sexto lugar nos Estados Unidos.[4] Em 29 de maio de 2015, a banda lançou seu terceiro álbum de estúdio, How Big, How Blue, How Beautiful, que, asism como o seu predecessor, estreou no topo das paradas britânicas[5] e foi o primeiro da banda a atingir o topo da Billboard 200 nos Estados Unidos.[6]

O som de Florence and the Machine é descrito como uma combinação de vários gêneros, incluindo rock e soul.[7] Lungs venceu o prêmio MasterCard British Album award no BRIT Awards de 2010. No 53º Grammy Awards, recebeu uma nomeação na categoria Artista Revelação.[7] Pelo álbum Ceremonials, a banda foi indicada ao Grammy de Performance Pop Duo ou Grupo, pela música "Shake It Out", e Melhor Álbum Vocal de Pop.



Eu particularmente, adoro a voz da Florence Welch, acho gostosa de escutar e inconfundível, e a banda tem um som inconfundível, escutando apenas uma vez, você consegue identificar em qualquer lugar depois.

Agora uma das músicas que eu adoro:


Rabbit Heart (Raise It Up)

The looking glass, so shiny and new
How quickly the glamour fades
I start spinning, slipping out of time
Was that the wrong pill to take?
(Raise it up)

You made a deal
And now it seems you have to offer all
But will it ever be enough?

(Raise it up, raise it up)
It's not enough
(Raise it up, raise it up)
Here I am, a rabbit-hearted girl
Frozen in the headlights
It seems I've made the final sacrifice

We raise it up this offering
We raise it up

This is a gift, it comes with a price
Who is the lamb and who is the knife?
Midas is king and he holds me so tight
And turns me to gold in the sunlight

I look around but I can't find you
(Raise it up)
If only I could see your face
(Raise it up)
I start rushing towards the skyline
(Raise it up)
I wish that I could just be brave

I must become a lion-hearted girl
Ready for a fight
Before I make the final sacrifice

We raise it up this offering
We raise it up

This is a gift, it comes with a price
Who is the lamb and who is the knife?
Midas is king and he holds me so tight
And turns me to gold in the sunlight

Raise it up, raise it up
Raise it up, raise it up

And in the spring I shed my skin
And it blows away with the changing wind
The waters turn from blue to red
As towards the sky I offer it

This is a gift, it comes with a price
Who is the lamb and who is the knife?
Midas is king and he holds me so tight
And turns me to gold in the sunlight

This is a gift



E agora, para conhecer mais as outras músicas da banda, você poderá curtir pelo Spotify!


Bom, por hoje é só! Espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima!

Me Acompanhe também:
9 de julho de 2018

Dica de Música: Laboratorium Pieśni

Dica de Música: Laboratorium Pieśni

Olá Pessoal, Quanto tempo sem música por aqui, não é mesmo! Hoje eu trago um grupo não tão conhecido para a maioria das pessoas, mas que eu recentemente conheci através de uma amiga e me apaixonei: O Laboratorium Pieśni.


dicas de música, music, música internacional



Quando fui procurar mais sobre elas, quase não existe nada em português sobre essas meninas de voz maravilhosa. O que achei foi uma tradução da própria página delas, mas já é perfeita.

O Laboratorium Pieśni (Song Laboratory) é um grupo de cantoras polonesas, criado em 2013. Elas utilizam o canto tradicional e polifônico, interpretando músicas de todo o mundo, principalmente: Ucrânia, Balcãs, Polônia, Bielorrússia, Geórgia, Escandinávia e muitos outros lugares. Eles cantam à capella bem como acompanhada de tambores shaman e outros instrumentos étnicos (shruti box, kalimba, flute, gong, zaphir e koshi, campanhas, chocalhos, etc.), criando um novo tipo de música, mesclando a música tradicional, com improvisações de voz, inspiradas por sons da natureza, muitas vezes intuitivos, selvagens e femininos.

música internacional, dicas de música, music


É bem capaz de vocês já terem visto ou escutado a música delas por aí, se ainda não, só conferir esse vídeo maravilhoso e verão como essas meninas são mágicas!


Você também pode conferir a playlist no spotify




E vocês, já conheciam esse grupo? Gostaram? Espero que sim, abraços e até a próxima!

Me Acompanhe também: 

7 de maio de 2018

Dica de Música - Still True por Feist

Dica de Música - Still True por Feist, músicas internacionais, músicas online, dicas, dicas para blogueiras

Olá pessoal, como estão? Estamos aqui para mais um post de música, e hoje irei falar de uma cantora que gosto muito: Feist e de uma das músicas que gosto dessa cantora.

Leslie Feist Nasceu em Amherst, Nova Scotia. Aos 15 anos, iniciou-se na música. A moça fundou e era a vocalista de uma banda punk de Calgary, chamada Placebo (não confundir com a famosa banda inglesa, Placebo). O grupo venceu um concurso de bandas local e recebeu como prêmio o direito de tocar num show cuja atração principal eram os Ramones. Em 1998, a cantora mudou-se de Calgary para Toronto. No ano seguinte, tornou-se guitarrista da banda By Divine Right e lançou o seu álbum primeiro álbum solo Monarch (Lay Your Jewelled Head Down).

Em 2000, Feist mudou-se para um apartamento na Queen street West e apareceu como vocalista convidado em The Teaches of Peaches. Também conheceu o músico Gonzales durante este tempo. Enquanto esteve na Europa colaborou com o duo de Noruegueses Kings of Convenience como vocalista convidada no álbum Riot on a Empty Street. Ela também aparece no álbum de The New Deal's, Gone Gone Gone de 2003, e no álbum de Apostle of Hustle's Folkloric Feel de 2004.

Feist gravou o seu segundo álbum a solo, Let It Die, em Paris em 2002 e 2003. Este álbum continha uma combinação de jazz, bossa nova e indie rock, foi aplaudido como um dos melhores álbuns pop do Canadá de 2004 e atraiu uma significante audiência internacional. Nas gravações e nas performances, Feist tocou com uma Guild Starfire 1965 que a ajudou no tom de jazz.

No início de 2006, Feist voltou à Europa para gravar o álbum sucessor de Let It Die com Gonzales, Mocky, Jamie Lidell, and Renaud Letang. O terceiro álbum solo de Feist, The Reminder, foi lançado em 23 de Abril de 2007 na Europa, e foi lançado em 1 de Maio no Canadá, nos EUA e no resto do Mundo.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Leslie_Feist

Agora que falamos um pouco sobre essa cantora, confira a playlist dela no Spotify!



Still True

I like my covers to be heavy
So I don't get cold when I sleep
My love affairs always seem unsteady
And I never go half-way when I weep

Take me anywhere
With you
Take me in your care
With you
Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you
I'm still true

Take on my spine and spit shine it
Pull on my heart and unwind it
Fold my wings back off my shoulderblades
And peel me

Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you

Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you
Take me anywhere
With you

Still true


Espero que tenham gostado e até a próxima!

Me Acompanhe também:

Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest
5 de março de 2018

As Músicas mais Tocadas em 2017

As Músicas mais Tocadas em 2017, playlist, music, música internacional


Olá pessoal, como estão? Hoje irei trazer as músicas mais tocadas no meu Spotify em 2017! Sei que estou um pouco atrasada em relação a isso, mas só agora tive um pouco de tempo para parar e separar as músicas e criar a playlist.

Espero que vocês curtam e gostem dessa playlist de flashback. Ao todo são quase 100 lindas músicas que marcaram meu ano de uma forma muito boa, cada uma é um momento da minha vida. Então vamos à playlist.



Bom, por hoje é só. Espero que tenham gostado, um beijão e até a próxima!


Me Acompanhe também: 
25 de setembro de 2017

Minha playlist de Agosto e Setembro no Spotify

Minha playlist de Agosto e Setembro no Spotify

Bom dia, meus leitores! Como estão? Esse mês trouxe um pouco da minha playlist do mês, ou algumas músicas,que ando escutando bastante no spotify. Como sempre, eu trago algumas músicas um pouco diferentes da maioria das blogueiras, normalmente novas bandas e músicas que encontro por aí.

Esse mês vai ser um pouco diferente, não será apenas uma playlist, resolvi trazer também um pouco mais dos artistas que venho acompanhando. Espero que gostem, então vamos a nossa lista!

Um artista que ando escutando bastante é o Luc Arbogast, ele tem uma voz única, consegue cantar ao mesmo tempo com uma voz feminina e com voz masculina. Me apaixonei por ele e a música que mais gosto é a Vox Clamantis. Segue a playlist do artista:



O próximo artista é o Dry the River, uma ótima banda com músicas maravilhosas e relaxantes. Uma música que adoro é a Vessel.



E por último andei escutando bastante a música om hundrede år er alting glemt da banda Lumsk. Essa música é perfeita e é um poema de Knut Hamsun (1859-1952). Segue a playlist


Bom, pessoal, essa são as músicas que mais fizeram sucesso por aqui nos meses de agosto e setembro! Gostaram de playlist? Já conheciam alguma dessas bandas?

Espero que tenham gostado e curtido! Beijos e até a próxima!
24 de julho de 2017

Playlist de Julho

Playlist de Julho

Bom dia! Quem gosta de descobrir novas músicas, aí? Está no ar, nossa playlist oficial do mês de Julho!!

Essas são músicas que estou escutando esse mês, e que me trazem paz, tranquilidade, alegria, ou seja, um misto de sentimentos. Uma para cada momento da vida, do dia, da semana!

Creio que algumas músicas, algumas pessoas nem conheçam, mas posso garantir, são ótimas! Então, pegue seu fone, dê o play e venha viajar nesse mundo maravilhoso da música!





Espero que tenham gostado! E vocês, conheciam esses músicas? Deixe seu comentário a respeito!

Mais músicas, confira outros posts:
Playlist de Abril


Beijos e até a próxima!
24 de abril de 2017

Minha Playlist de Abril

Playlist de Abril


Bom dia! E está no ar a minha playlist para o mês de abril!

Esse mês de abril está sendo uma correria danada, eu até comecei a montar uma playlist, mas fui me atolando de trabalho que ela foi ficando esquecida!

Comecei a dar mais atenção ao meu Bujo e a Meus desenhos. Se ainda não viu meu post falando do meu Bullet Journal dá uma passadinha depois: Meu Bullet Journal Atualizado.

Bom, voltando ao que interessa: Acabei escutando duas playlists variadas esse mês, e você pode conferir abaixo:

A de Abril, criada inicialmente:




E a que fui adicionando músicas por acaso:



E se você perdeu a playlist do mês passado pode conferir aqui: Playlist de MArço!

E aí gostaram? Já conhecia algumas dessas músicas?

Beijos e até a próxima 
27 de março de 2017

Minha Playlist de Março

Minha Playlist de Março


Bom dia! E está no ar a minha playlist para o mês de março!


Esse mês de Março não criei uma playlist especifica, escutei bastante uma que já tinha feito com todas as músicas do Wardruna!!!

Uma banda envolvente que me conduz a introspecção!!!

Já falei um pouco dessa banda no mês passado, mas se você perdeu pode conferir na Wikipedia(https://en.wikipedia.org/wiki/Wardruna)

Agora vamos a playlist:



E se você perdeu a playlist do mês passado pode conferir aqui: Playlist de Fevereiro!

E aí gostaram? Já conhecia algumas dessas músicas?

Beijos e até a próxima
1 de fevereiro de 2017

Minha Playlist de Fevereiro

Playlist de Fevereiro


Bom dia! E está no ar a minha playlist para o mês de fevereiro!

Para este mês escolhi 28 músicas de vários gêneros para vocês curtirem. E como sempre faço vou falar um pouquinho de algumas delas!

1. The Pretender, Tessa Rose Jackson.

Essa música acho bem legal, adoro o estilo de voz da cantora, doce e forte ao mesmo tempo.



2.Onipa'a ka Pua O Ka Hala, Ho'omalu

Se não me engamo é uma música polinésia ou haitiana, tem uma melodia gostosa de ouvir e dançar.


3. Cosmic Love e Never Let Me Go, Florence + Machine


Simplesmente adoro as músicas dela!!! Um pouco mais sobre a banda


Florence and the Machine (estilizado como Florence + the Machine)[1] é uma banda britânica de indie rock, liderada por Florence Welch, com a contribuição dos musicistas Isabella Summers, Tom Monger, Robert Ackroyd, Christopher Lloyd Hayden, Mark Saunders e Rusty Bradshaw. Desde que surgiu, a banda foi muito bem recebida pela mídia, e então emergiu lentamente para o sucesso mainstream.

O som de Florence and the Machine é descrito como uma combinação de vários gêneros, incluindo rock e soul.[5] Lungs venceu o prêmio MasterCard British Album award no BRIT Awards de 2010. No 53º Grammy Awards, recebeu uma nomeação na categoria Artista Revelação.[5] Pelo álbum Ceremonials, a banda foi indicada ao Grammy de Performance Pop Duo ou Grupo, pela música "Shake It Out", e Melhor Álbum Vocal de Pop.




4. Odal, Wardruna

Música forte e envolvente, que mesmo você não sabendo a tradução a letra é linda. Cantada em uma idioma lindo também.


Wardruna é um projeto musical norueguês baseado no espiritualismo nórdico e as runas do Elder Futhark. Foi iniciado por Einar "Kvitrafn" Selvik em 2003, juntamente com Gaahl e Lindy Fay Hella. A banda começou em 2003 e desde então lançou três álbuns completos, cada um baseado em um conjunto de runas. Seu terceiro álbum, Runaljod - Ragnarok, foi lançado em 21 de outubro de 2016. Wardruna faz uso significativo de instrumentos tradicionais, incluindo veados-ocultar frame tambores, Kraviklyra, tagelharpe, boca harpa, chifre de cabra e lur. Instrumentos não tradicionais e outras fontes de som como árvores, rochas, água e tochas também são usados.

A tradução vocês podem encontrar aqui: https://www.letras.mus.br/wardruna/odal/traducao.html



Essas foram algumas músicas escolhidas, as demais vocês podem conferir aqui na playlist do spotify:




E se você perdeu a playlist do mês passado pode conferir aqui: Playlist de Janeiro!

E aí gostaram? Já conhecia algumas dessas músicas?

Beijos e até a próxima
5 de janeiro de 2017

Minha playlist de Janeiro: Músicas para os Sentidos!

Minha playlist de Janeiro


Hoje trago para vocês minha playlist de janeiro! 

Agora todo mês vou fazer um post mostrando quais músicas irão tocar bastante no mês.

Como sempre, eu sou a última a saber das coisas, mas não acho isso um problema, por isso descobri o spotify há pouco mais de um mês, vocês acreditam? E eu que antes achava que só existia youtube e sites de mp3 para ouvir e baixar música, fiquei super passada quando vi o spotify!

Agora tenho minhas músicas para onde eu for, e o legal é que dá para baixar, ou seja, na falta de internet eu posso escutar as minhas preferidas! Começei com o plano free, mas não tenho paciência para propagandas, então fiz o premium, e estou bastante feliz com isso!!

Termindado de falar da minha saga com o spotify, vamos para a playlist!!!

Escolhi para esse mês algumas músicas mais introspectivas e outras um pouco diferentes do convencional. Meu gosto para músicas é bem amplo! Vou descrever algumas das músicas que mais me tocaram!

- Simurgh by Irfan: é uma música que me faz viajar! No ínicio tem uns toques de flauta que te levam para outro mundo, depois ele começa com as batidas como se fossem pisadas na terra! E a voz da cantora super doce e suave. Uma mistura do suave com a força das batidas ao fundo!
Se não me engano tem violino e violoncelo ao fundo, se você conseguir escutar a música e respirar no ritmo de fundo é uma experiência super relaxante que pode te levar para os mais variados lugares!!

* Informação:

Simurgh (em persa: سیمرغ), também grafado como simorgh, simurg, simoorg ou simourv, e também conhecido como Angha (em persa: عنقا), é o nome persa moderno para uma fabulosa, benevolente, e mítica criatura alada. A personagem pode ser encontrada em todos os períodos da arte e literatura Iranianas, e também é evidente na iconografia da Armênia medieval[1], no Império Bizantino [2], e em outras regiões que estavam dentro da esfera da influência cultural persa.
.... O Simurgh era considerado o purificador da terra e das águas e, consequentemente, concedia a fertilidade. A criatura representava a união entre a terra e o céu, servindo como mediador e mensageiro entre os dois.

Fonte: Wikipedia

-Misty Montains by David Arkenstone: Essa é outra que entra profundamente na alma! Começa com se não me engano violoncelos, uma voz super profunda do cantor que penetra dentro de você. Basta fechar os olhos e sentir a música, a parte do violino é transcendental, sinta os movimentos fluídos que ele faz, respirando da mesma forma que ele. Para logo após ganhar forças como se estivesse pisando na terra, correndo ou andando a cavalo bem solto mesmo!

**Essa música é do filme The Hobbit e foi feita por David Arkenstone junto com David Davidson

"Far over the misty mountains cold To dungeons deep and caverns old We must away ere break of day To find our long forgotten gold. The pines were roaring on the heights The winds were moaning in the night The fire was red it flaming spread The trees like torches blazed with light"

-Blessing(Adani 4-4) by Solace: Música árabe, não sei descrever ela bem, mas o que já encontrei pela internet sobre ela é que é uma música de bençãos.Ia trazer a letra dela, mas não encontrei em lugar nenhum!!!

- Zaar Dance(ayybb 2/4)by Solace: Outro ritmo árabe, muito utilizado nos rituais de Zar(história para outro post). O que sei é que é usado para purificação e cura. Ele tem batidas fortes que entram dentro de você, não escute apenas, sinta a música!

- Alice by Mononoke: Sintam a voz gostosa da cantora!

Essas são algumas da músicas, para saber mais só conferir a playlist completa(ainda estou adicionando algumas músicas) abaixo:


Quer conferir o que eu ando escutando, só me seguir no spotify ou seguir algumas das minhas playlist públicas: 


Espero que tenham gostado!!

Beijos e até a próxima!!!
21 de abril de 2011

Madredeus: Dica de Música

dicas de música, fado, fado portugues, Madredeus, Músicas, músicas legais, play music, playlist,


A dica de música hoje é de um conjunto português bem conhecido: Madredeus!!


Um pouco da história do Madredeus

Os Madredeus são um dos grupos musicais portugueses de maior projecção mundial. 
A sua música combina influências da música tradicional portuguesa com a música erudita e com a música popular contemporânea.

A musicalidade do grupo sempre foi erroneamente referida como fado, gênero musical português mais conhecido internacionalmente, sobretudo pela imprensa fora de Portugal. O grupo nunca se descreveu desta forma, ainda que declarasse existir uma aproximação ao "espírito musical" do fado.

--- Leia Também: Minha playlist de Janeiro

Nos seus vinte anos de carreira, os Madredeus lançaram 14 álbuns e estiveram em turnéê em 41 países — incluindo a Coreia do Norte e um festival de música na Noruega, dentro do Círculo Polar Árctico.[2]

A primeira vez que ouvi esse conjunto cantar foi em uma minissérie da Globo, Os Maias. Quem não se lembra de uma voz doce e molodiosa que cantava na abertura da minessérie? Essa voz era, nada mais, nada menos que Madredeus!

Para quem não se lembra deixo aqui em baixo o vídeo da abertura, com a famosa música O Pastor!!




Discografia de Madredeus


Um pouco da discografia do conjunto para você conhecer melhor:


Os Dias da MadreDeus (1987)

Existir (1990)

O Espírito da Paz (1994)

Ainda (1995, banda sonora do filme Lisbon Story de Wim Wenders)

O Paraíso (1997)
Movimento (2001)
Um Amor Infinito (2004)
Faluas do Tejo (2005)
Essência (2012)
Capricho Sentimental (2015)



Separei também duas músicas que achei interessante compartilhar:

- Afinal a minha canção




Afinal deixei
A terra natal
E cantando andei
Menos mal
Se calhar mudei
Bem sei
Que não fiquei
Igual
Tanto que passei
Tão longe daí
Que em mim um país
Construí
E assim foi melhor
Porque
Não senti o medo
E a minha canção
Lá deixava ouvir
O vento no mar
O mar a bramir
À minha canção
Chegava
Esse mar
Que eu canto
Lá por onde andei
Nem julgo saber
A viagem é
Um só lugar
Mas onde eu cantei
Ficava
Um sabor
A sal
Houve até um dia
Em que imaginei
Que sempre que eu vinha
Cantar
Vinha a maresia
Boa
Para me ajudar
E a minha canção
Lá deixava ouvir
O vento no mar
O mar a bramir
À minha canção
Chegava
esse mar que eu canto
E a minha canção
Lá deixava ouvir
O vento no mar
O mar a bramir

Na minha canção
Morava esse mar que eu canto

- O Labirinto Parado




Perdi-me num labirinto de saudade
Senti
À montanha
Dos sítios que não mudam
Subi
E ao abismo
Do vertiginoso futuro
Desci
Procurei para o sol
Procurei para o mar
Mas sem ti
No céu da paisagem daqui
Afinal não saí
Mas sem ti
No céu da paisagem
Perdi
A noção da viagem
Na pedra já mais que branda da memória,
Escrevi
Com o tempo
que o musgo vai levando a crescer
Com o brilho que a esperança nos faz
no olhar
Escrevi
Que a saudade é prima afastada do vagar
Mas sem ti
No céu da paisagem
Perdi
A noção da viagem
Mas sem ti
No céu da paisagem
Daqui
Afinal não saí
Mas sem ti
No céu da paisagem
Perdi
A noção da viagem

Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima.

Me Acompanhe também: 
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest

Quem Sou Eu

Beatriz, 34 anos, Aquariana, viciada por batons, fotografia, livros, viagens, moda e tudo que envolva este universo feminino. Maiores sonhos: Viajar e conhecer novos lugares!

Arquivos do Blog

Facebook

@b_shainavisualdesing

Pesquisar

Google+ Badge

Seguidores

Favoritos

Visualizacoes

Onde me Encontrar

Follow


Me Siga no Instagram @biashaina